Informação profissional para a indústria alimentar portuguesa
"É indispensável que a Lisbon Food Affair seja o fórum de discussão e de identificação de novas tendências"

Entrevista com Marina Calheiros, Gestora e Coordenadora da Lisbon Food Affair

Ana Clara25/01/2023

A Lisbon Food Affair, organizada pela Fundação AIP, vai realizar-se entre os dias 12 e 14 de fevereiro, na FIL, em Lisboa. A primeira edição da feira centra-se em temas como a inovação, novos hábitos de consumo, saúde e bem-estar, sustentabilidade, economia circular, não esquecendo a singularidade e excelência dos produtos nacionais das diferentes regiões. Marina Calheiros, Coordenadora do certame, não tem dúvidas: a feira vai "ao encontro das tendências de mercado e necessidades dos diferentes negócios". A revista iALIMENTAR é media partner e participa com stand próprio no evento.

Marina Calheiros
Marina Calheiros.

A Lisbon Food Affair chega a Lisboa para a sua primeira edição. Quais são os objetivos principais do certame?

Verdade. A Lisbon Food Affair realiza entre 12 e 14 de fevereiro a sua primeira edição. Uma edição que surge num momento muito oportuno e desafiante para o setor, marcado pelas alterações nos hábitos de consumo registados no pós-pandemia, pela guerra na Europa, pelas dificuldades relacionadas com a logística e com o preço dos transportes, bem como pelo aumento da procura de produtos diferenciados, por oposição a uma oferta massificada.

Como sabemos, onde há mudança há oportunidades. Por isso, os objetivos da Lisbon Food Affair são muito claros: ser o palco onde as empresas se podem posicionar proativamente e mostrar aos mercados as suas soluções, a sua inovação, a sua estratégia, as suas marcas; ser um espaço de experienciação, onde em tempo real, é possível perceber a reação e aceitação do mercado nacional e internacional à oferta apresentada.

Só assim será possível alcançar o objetivo maior deste evento: o de funcionar como acelerador do processo de concretização de negócios, e assumir-se como o grande Marketplace das áreas do Food & Beverage, Horeca e Tecnologias para a Indústria Alimentar.

Uma das marcas que, desde o momento em que foi apresentada publicamente, os organizadores deram a esta feira, foi que terá um caráter de autenticidade. Em que é que isso se irá manifestar?

Efetivamente, a autenticidade é um elemento distintivo do Lisbon Food Affair e que se materializa em três eixos fundamentais: a Inovação, a Sustentabilidade e a Internacionalização. Esta estratégia tem como principal objetivo permitir que a Lisbon Food Affair esteja bem mais alinhada com aquilo que são as novas exigências do mercado e com as preocupações reais, quer das empresas participantes, quer naturalmente dos consumidores. Assim, podemos esperar que esta feira seja sobretudo um espaço que distingue o que se faz de diferente e inovador, mais contemporânea, e onde será possível encontrar respostas aos novos desafios que falámos anteriormente.

A Lisbon Food Affair está dividida em três áreas: Food & Beverage, Horeca e Tecnology. Fale-me um pouco de cada uma delas.

Como falámos anteriormente, há cada vez maior pressão para as empresas procurarem um novo posicionamento e olharem para o mercado de outros ângulos. A Lisbon Food Affair constitui uma excelente oportunidade para todo o tecido empresarial do setor agroalimentar marcar encontro com novos players, novas marcas e produtos e novas geografias de negócios.

Particularizando cada área, posso avançar que o Salão LFA Food&Beverage reúne a oferta alimentar, organizada em torno de setores que representam a grande variedade da indústria de alimentação e bebidas. O visitante irá encontrar nesta área produtores agrícolas e de produtos regionais, a indústria e distribuição de alimentos e bebidas, investigação e polos académicos, entidades oficiais, setoriais e regionais, implantados em áreas de exposição como o Multi Foods, Food Lab, Saúde e Bem Estar, Regiões.pt, Regiões.com, Deli Foods, Vini.pt e a Área Internacional com participações de empresas individuais, agrupadas e países.

No Salão Lisbon Food Affair Horeca, que agrega a oferta para os setores da hotelaria e restauração, estarão os fabricantes e distribuidores de máquinas e equipamentos para hotéis, restaurantes, cafés, pastelarias e bares, produtos de higiene e limpeza, produtos de laboratório/HACCP, cutelarias, porcelanas e faiança, mobiliário, têxtil, fardamentos e artigos de decoração. Será possível encontrar as marcas, nacionais e estrangeiras, reconhecidas pelo mercado.

Na área ou salão Lisbon Food Affair Technology encontramos a oferta de tecnologia e equipamentos para a indústria e distribuição alimentar. De caráter transversal, esta área cobre todas as necessidades tecnológicas presentes na cadeia alimentar, desde os ingredientes até à embalagem, passando pela manipulação, transformação e distribuição comercial. Estarão ainda presentes neste Salão os fabricantes e distribuidores de máquinas e equipamentos para a indústria de alimentos e bebidas e para a distribuição alimentar, embalagem, equipamentos de segurança e empresas de logística.

A Lisbon Food Affair será o evento líder em Portugal e de referência no mercado nacional e internacional, considera a organização...
A Lisbon Food Affair será o evento líder em Portugal e de referência no mercado nacional e internacional, considera a organização.

Quantos expositores são esperados nesta primeira edição?

O evento está ainda em fase de comercialização, pelo que não é possível avançar já com o número total de empresas participantes. De qualquer da forma, podemos afirmar que estamos muito satisfeitos com a resposta que temos encontrado no mercado e que nos permite estar bastante otimistas no sucesso desta primeira edição.

De salientar que sendo a inovação um dos principais pilares da LFA, é com satisfação que verificamos que neste momento temos 48% de empresas que participam pela primeira vez em eventos do setor promovidos na FIL.

Outro indicador importante são os 26% de empresas internacionais diretamente representadas, sendo que este número será muito maior se tivermos em conta que a maioria das empresas vêm de forma agrupada, e como tal, cada uma delas irá trazer várias empresas integradas. Para já os países representados são África do Sul, Brasil, Eslováquia, Espanha, França, Itália Polónia, Peru e Suécia, sendo que há perspetivas de poder contar com outros mercados.

Que setores e tipo de empresas estarão presentes?

A Lisbon Food Affair engloba os setores da Alimentação e Bebidas, Horeca e Tecnologia Alimentar. Dirige-se essencialmente a profissionais dos setores da Distribuição, Canal Horeca, desde as grandes cadeias às lojas gourmet e de conveniência, dos grandes hotéis ao pequeno alojamento local, passando pelos restaurantes, cafés, pastelarias e bares, sem esquecer a restauração coletiva, e toda a indústria alimentar, tendo como objetivo o mercado nacional e internacional.

Assim, teremos na Lisbon Food Affair desde startups a empresas de grande, média e pequena dimensão, sendo que os indicadores mais recentes mostram um crescimento muito positivo na área de F&B no evento. Participam marcas e empresas conhecidas e de referência no mercado nacional, não só pela sua dimensão e abrangência, mas também pela sua capacidade de inovação e presença marcante no mercado de consumo.

Temas como a inovação, os novos hábitos de consumo, sustentabilidade e bem-estar são alguns dos eixos da Lisbon Food Affair. São áreas onde sentem que há necessidade de continuar a apostar na indústria alimentar?

Claramente. São áreas que vão ao encontro das tendências de mercado e necessidades dos diferentes negócios. Por isso, a Lisbon Food Affair tem um ADN diferente e está muito mais alinhada com aquilo que são as novas exigências do mercado e com as preocupações reais quer das empresas participantes, quer naturalmente dos consumidores.

No que respeita a atividades paralelas e temas em reflexão, já podem adiantar novidades?

A Lisbon Food Affair é uma feira de experienciação e por isso as atividades paralelas ocupam um lugar fundamental, como os workshops, talks e ações temáticas. Vão ser realizadas ações específicas de apresentações de produtos, dinamizadas pelas próprias empresas e showcookings.

Sendo a Inovação um dos pilares deste evento, haverá um lugar destacado - LFA INNOVATION - para a montra da inovação com exposição permanente de produtos inovadores lançados no mercado em 2022/23.

Serão também apresentadas e discutidas diversas temáticas envolvendo os parceiros estratégicos deste evento e entre outras destacamos os temas: Digitalização no Setor e Indústria Alimentar; Projetos, Fundos e Incentivos para o Setor; Mitos e Inverdades na negociação entre a Distribuição e Produção; Private Label como fator de diferenciação, competitividade e lealdade do consumidor; Comportamento, Tendências e caraterísticas sobre o consumo e consumidores; Eficiência Energética no Setor da Hotelaria e Restauração; A Perspetiva das Associações Interprofissionais do Setor Agroalimentar; Dieta Mediterrânica, Fórum Gastronómico Pensar 3; Novas Perspetivas no Food & Feed; Apresentação dos projetos PRR aprovados no âmbito das Indicativas Emblemáticas da Agenda da Terra Futura do Ministério da Agricultura.

Como analisa atualmente a indústria alimentar portuguesa? Que desafios tem o mercado português pela frente?

O setor agroalimentar português é o maior setor industrial do país, tanto ao nível da criação de riqueza, como de emprego. É um setor que tem feito um percurso de desenvolvimento notável ao longo dos últimos anos, tornando-se num setor mais organizado, mais profissional, mais inovador e mais orientado para o mercado. As empresas têm conseguido adaptar-se aos novos padrões de consumo, às novas tendências e apostado no desenvolvimento de produtos que são cada vez mais valorizados nos mercados externos.

Esperam-se, no entanto, grandes desafios para o setor agroalimentar. Desde as alterações nos hábitos de consumo registados no pós-pandemia, passando pela guerra, pela inflação, pela alteração dos custos de transporte e logística, passando pela maior consciência ambiental ou pelo maior grau de exigência dos consumidores nos aspetos da saúde e bem-estar – tudo isto traz mudanças significativas e exige que as empresas pensem de forma diferente.

Estamos perante um novo paradigma que nos faz olhar novamente para o mercado interno por oposição a uma estratégia generalizada de globalização. Há a consciência, cada vez mais clara, que a inovação e o desenvolvimento são estratégias vitais cuja efetividade se esgota em menos tempo, porque o ciclo de vida dos produtos também é mais efémero. Hoje, a procura está mais orientada para produtos diferenciados, por oposição a uma oferta massificada. São assim diversos os desafios que as empresas têm de enfrentar. Mas onde há novos desafios, há reciprocamente novas oportunidades.

De futuro, esta será uma feira que terá periodicidade anual?

A Lisbon Food Affair será o evento líder em Portugal e de referência no mercado nacional e internacional.

As dinâmicas que temos verificado no mercado, as alterações estratégicas em termos de posicionamento de marca, os contextos de resposta aos custos crescentes de logística e transporte, obrigam a um permanente acompanhamento e identificação de novos mercados e oportunidades de negócio por parte das empresas desta cadeia de valor.

Por esta razão, consideramos indispensável que a Lisbon Food Affair, também neste âmbito, seja o fórum de discussão e de identificação de novas tendências. Auscultámos parceiros e expositores de referência e decidimos que a sua realização será anual.

Por fim, e até ao momento, como está a reagir o mercado à feira, sendo que vem substituir um pouco a icónica Alimentaria Lisboa, que durante três décadas marcou uma geração empresarial e de negócios.

O evento está a ter uma excelente recetividade do mercado. Por um lado, pela importância que tem na dinamização transversal do setor, mas sobretudo pela nova estratégia adotada, mais focada na realidade do mercado e mais orientada para a concretização de negócios.
foto

REVISTAS

Siga-nos

Media Partners

NEWSLETTERS

  • Newsletter iAlimentar

    17/07/2024

  • Newsletter iAlimentar

    10/07/2024

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

Responsable: Interempresas Media, S.L.U. Finalidades: Assinatura da(s) nossa(s) newsletter(s). Gerenciamento de contas de usuários. Envio de e-mails relacionados a ele ou relacionados a interesses semelhantes ou associados.Conservação: durante o relacionamento com você, ou enquanto for necessário para realizar os propósitos especificados. Atribuição: Os dados podem ser transferidos para outras empresas do grupo por motivos de gestão interna. Derechos: Acceso, rectificación, oposición, supresión, portabilidad, limitación del tratatamiento y decisiones automatizadas: entre em contato com nosso DPO. Si considera que el tratamiento no se ajusta a la normativa vigente, puede presentar reclamación ante la AEPD. Mais informação: Política de Proteção de Dados

www.ialimentar.pt

iAlimentar - Informação profissional para a indústria alimentar portuguesa

Estatuto Editorial