Informação profissional para a indústria alimentar portuguesa
50.º aniversário da leitura do código de barras

QR Codes com standards GS1 podem substituir códigos de barras em breve

01/07/2024

22 líderes das maiores empresas mundiais assinaram uma declaração conjunta apelando à transição da codificação para QR Codes com Standards GS1, que deverá ser o padrão a partir de 2027.

Imagen

No dia 26 de junho assinalou-se o 50.º aniversário da primeira leitura de um código de barras. Essa foi a data escolhida para 22 responsáveis de topo de empresas de retalho e bens de consumo, incluindo plataformas de comércio eletrónico, assinarem uma declaração conjunta apelando à adoção global dos QR Codes.

Esta iniciativa da GS1 e da indústria é um esforço para promover standards globais de eficiência, segurança e sustentabilidade no setor do retalho e de bens de consumo. As empresas que aderiram e subscrevem esta iniciativa têm um valor combinado de mercado de mais de 1,5 mil milhões de dólares. Estas empresas operam em mais de 160 países e alcançam milhares de milhões de consumidores em todo o mundo, o que, pela escala, é condição de sucesso para o projeto.

O objetivo é que, até ao final de 2027, os QR Codes GS1 sejam adotados amplamente, a nível global. Para concretizar esse objetivo, é necessário um esforço coordenado entre os fabricantes e os retalhistas: os fabricantes devem começar a implementar os QR Codes com as normas GS1 nas embalagens dos produtos, enquanto os retalhistas devem assegurar que os seus leitores de pontos de venda estão equipados para ler os novos códigos de barras bidimensionais.

A mudança já começou com a nova tecnologia a ser testada em 48 países de todo o mundo, representando 88% do PIB mundial.

Assinaram a declaração conjunta global as empresas Alibaba.com (Taobao & Tmall Group), AS Watson, Barilla Group, Carrefour, 7-Eleven (CP ALL Thailand), Dr. Oetker, IGA, JD.com Group, Lidl International, L’Oréal, Master Kong (Tingyi Holding Corp.), Mengniu Group, Metro, Migros Ticaret A.S., Mondelez International, Nestlé, The Procter & Gamble Company, Savencia Fromage & Dairy, The J.M. Smucker Co., Tsingtao Beer Group, WH Group (Henan Shuanghui Development Co.), e Yili Group.

Ao adotar os QR Codes com Standards GS1, as organizações passam a proporcionar uma vasta quantidade de dados de produto, facilmente acessíveis através de smartphones, o que tem potencial para revolucionar a experiência do consumidor.

História dos códigos de barras

Desde a primeiro leitura de código de barras em 1974, a colaboração entre retalhistas e fabricantes com recurso a Standards GS1 conduziu a uma adoção generalizada do código de barras original.

Hoje, esta tecnologia é garantia de confiança universal para a identificação de produtos, com mais de mil milhões de artigos com códigos de barras lidos mais de 10 mil milhões de vezes por dia, aumentando a eficiência das cadeias de valor em todo o mundo.

O código de barras da GS1 foi considerado uma das 50 inovações “estruturantes para a economia mundial”, em 2016, pela BBC. Hoje, os líderes globais da indústria estão a unir-se outra vez com vista à promoção da transição da identificação de produtos para os QR Codes com standardsGS1, códigos bidimensionais também conhecidos como QR Codes da GS1.

Mudança na experiência do consumidor

Os QR Codes desenvolvidos pela GS1 permitem aos consumidores o acesso fácil a uma grande quantidade de informação sobre os produtos para melhorar a sua experiência, nomeadamente, instruções de utilização e reciclagem, segurança, informação nutricional e certificações da indústria.

Com a informação facilmente acessível através de smartphones, abrem-se novas possibilidades para consumidores, fabricantes e retalhistas, permitindo o acesso a toda a informação que os consumidores necessitam e procuram, melhorando a rastreabilidade e impulsionando eficiências através da cadeia de valor, permitindo a leitura na embalagem.

As empresas terão de avaliar a sua tecnologia e processos internos para tirar o máximo proveito dos QR Codes com Standards GS1. A agregação de dados mais detalhados sobre os produtos nos QR Codes pode ser feita gradualmente, permitindo às empresas planearem as alterações ao seu ritmo.

Benefícios dos QR Codes GS1

  • Escolhas mais inteligentes: como a informação já não está limitada ao espaço disponível na embalagem, os QR Codes GS1 podem melhorar a experiência do consumidor permitindo que as marcas partilhem informação adicional, incluindo tutoriais em vídeo, sugestões de apresentação, receitas ou outra informação relevante com impacto na decisão de compra.
  • Perspetivas de sustentabilidade: com o crescente interesse dos consumidores no impacto dos produtos em termos de sustentabilidade, os QR Codes da GS1 podem ligar os consumidores a informações como o local de origem de um produto, as suas componentes, a pegada de carbono e orientações sobre a reciclagem e reutilização de embalagens.
  • Alimentos mais seguros: a par da saúde e da nutrição, os QR Codes desenvolvidos pela GS1 podem facilitar o acesso a informação regulamentar, informação sobre alergénios, descrição da diferença entre as menções de validade “Consumir de preferência antes de” ou “Consumir até”, permitindo que os alimentos fora de prazo sejam rejeitados na caixa e que os que estão próximos de expirar sejam vendidos a preços reduzidos, conduzindo a uma diminuição no desperdício alimentar.

REVISTAS

Siga-nos

Media Partners

NEWSLETTERS

  • Newsletter iAlimentar

    17/07/2024

  • Newsletter iAlimentar

    10/07/2024

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

Responsable: Interempresas Media, S.L.U. Finalidades: Assinatura da(s) nossa(s) newsletter(s). Gerenciamento de contas de usuários. Envio de e-mails relacionados a ele ou relacionados a interesses semelhantes ou associados.Conservação: durante o relacionamento com você, ou enquanto for necessário para realizar os propósitos especificados. Atribuição: Os dados podem ser transferidos para outras empresas do grupo por motivos de gestão interna. Derechos: Acceso, rectificación, oposición, supresión, portabilidad, limitación del tratatamiento y decisiones automatizadas: entre em contato com nosso DPO. Si considera que el tratamiento no se ajusta a la normativa vigente, puede presentar reclamación ante la AEPD. Mais informação: Política de Proteção de Dados

www.ialimentar.pt

iAlimentar - Informação profissional para a indústria alimentar portuguesa

Estatuto Editorial