Denios
Informação profissional para a indústria alimentar portuguesa
Sustentabilidade

Luís Simões expande negócio na Península Ibérica

06/06/2024
Em 2023, a Luís Simões inaugurou quatro novos centros de operações logísticas e ultrapassou os 100 milhões de quilómetros percorridos e as 1.700 rotas diárias. No ano em que completa o seu 75.º aniversário, a empresa cresceu 2,9%.
Imagen

A Luís Simões , operador logístico de referência na Península Ibérica, apresentou o seu Relatório de Sustentabilidade e Contas de 2023, no qual se regista um aumento de 2,9% no volume de negócios em relação a 2022.

Após superar os desafios do setor da distribuição e do transporte de 2022, a empresa propôs-se a aumentar o volume de negócios, abrir novos centros logísticos e otimizar os seus serviços ao cliente. Em paralelo, continuou a conciliar estes objetivos de negócio com os critérios ESG (ambientais, sociais e de governação) e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 das Nações Unidas.

Inovação e qualidade no serviço ao cliente

No cerne da estratégia do Grupo está uma aposta sólida na inovação. O operador logístico continuou a modernizar as suas instalações e processos e, após ter implementado novas tecnologias de sistemas de gestão de transporte (TMS) e um novo ERP, iniciou um projeto para a modernização de um portal com informações para os seus clientes, apoiado em ferramentas de Business Intelligence. Também lançou as bases de um novo sistema de gestão de armazéns (WMS) para a gestão de todo o processo logístico.

Adicionalmente, a Luís Simões desenvolveu um um projeto de melhoria contínua para a logística, que vai garantir a implementação de um modelo de governação transversal a toda a organização, que apoia a digitalização de processos e a aplicação de métricas Kaizen nos centros logísticos. Tudo isto vai gerar uma maior eficiência a todos os níveis.

O operador percorreu 101 milhões de quilómetros por toda a Península Ibérica, com uma média diária de 1.744 viagens e rotas de distribuição. No primeiro semestre, procedeu à abertura de quatro novos Centros de Operações Logísticas (COL), consolidando uma rede de 23 COL, 25 armazéns e 34 plataformas de cross-docking. Estes centros acolhem diferentes operações, incluindo armazenagem, preparação de encomendas, co-packing, gestão de entreposto fiscal e suporte à rede de distribuição ibérica do Grupo Luís Simões. Mais de 70% dos serviços que presta estão vinculados a produtos de consumo alimentar ou de higiene pessoal e cuidados de saúde, que estão sujeitos a requisitos específicos. Para garantir o seu cumprimento, o Grupo submete-se a auditorias anuais não anunciadas, e em 2023 obteve a mais alta avaliação possível em todas as delegações certificadas.

No total, o operador submeteu-se a 77 auditorias internas e externas e os seus principais centros de operações cumprem as normas de qualidade ISO 9001 e ambiente ISO 14001. A estes somam-se a Medalha de Ouro da Ecovadis, obtida pelo quinto ano consecutivo, e as certificações de “Boas Práticas de Distribuição de Medicamentos” em Cabanillas del Campo e “Armazém de Produtos Ecológicos” em Guadalajara, que garante desde 2020 e 2021, respetivamente.

Descarbonização das operações de transporte e logística

O Grupo implementou e avançou em diferentes projetos que visam reduzir a sua pegada ambiental. Mantém um programa de medidas que tem como meta final conseguir uma redução de 50,4% das emissões diretas de CO2 da empresa no período 2021-2032.

Entre as ações mais destacadas encontra-se a transformação da frota, com uma média de idade de 4,6 anos, abaixo da média do setor, e com 99% dos veículos equipados com motores Euro V e VI, que são mais eficientes. Além disso, a empresa dispõe de 17 veículos euromodulares que, com uma capacidade de carga equivalente a três camiões convencionais, contribuem para reduzir o consumo de combustível e emitem 30% menos de gases de efeito de estufa (GEE) por tonelada transportada. Adicionalmente, iniciou um projeto piloto com combustíveis de origem renovável e definiu critérios de contratação de transportadores em termos de motorização Euro.

A Luís Simões também instalou painéis solares fotovoltaicos nos seus principais centros logísticos, incluindo o Centro de Operações Logísticas do Carregado, a sede de Moninhos e os centros de assistência técnica da Reta em Vila Nova de Gaia e no Carregado.

Segurança na estrada, nos armazéns e na rede

Em matéria de segurança, o grupo registou 23% menos acidentes laborais do que no ano anterior. Na mesma linha, o Departamento de Segurança Corporativa traçou um plano para reforçar e melhorar a cultura de prevenção e segurança com ações de sensibilização para todos os colaboradores. Também foram reforçadas as infraestruturas de cibersegurança.

O Grupo reviu os Planos de Continuidade de Negócio em caso de um ciberataque e lançou um programa de formação interna para aumentar os conhecimentos dos colaboradores sobre a proteção de informação e dados pessoais.

O Grupo proporcionou mais de 18.270 horas de formação aos 2.430 colaboradores, em diferentes áreas. Priorizou ainda a estabilidade nas novas contratações minimizando o recrutamento através de empresas de trabalho temporário, e apoiou a conciliação da vida familiar, pessoal e laboral ao implementar um modelo híbrido que combina o trabalho presencial com o teletrabalho.

REVISTAS

Siga-nos

Media Partners

NEWSLETTERS

  • Newsletter iAlimentar

    19/06/2024

  • Newsletter iAlimentar

    12/06/2024

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

Responsable: Interempresas Media, S.L.U. Finalidades: Assinatura da(s) nossa(s) newsletter(s). Gerenciamento de contas de usuários. Envio de e-mails relacionados a ele ou relacionados a interesses semelhantes ou associados.Conservação: durante o relacionamento com você, ou enquanto for necessário para realizar os propósitos especificados. Atribuição: Os dados podem ser transferidos para outras empresas do grupo por motivos de gestão interna. Derechos: Acceso, rectificación, oposición, supresión, portabilidad, limitación del tratatamiento y decisiones automatizadas: entre em contato com nosso DPO. Si considera que el tratamiento no se ajusta a la normativa vigente, puede presentar reclamación ante la AEPD. Mais informação: Política de Proteção de Dados

www.ialimentar.pt

iAlimentar - Informação profissional para a indústria alimentar portuguesa

Estatuto Editorial