Informação profissional para a indústria alimentar portuguesa
As previsões sobre os preços dos produtos alimentares permanecem altamente incertas devido à evolução das condições meteorológicas e às tensões geopolíticas.

Setor alimentar crescerá cerca de 3% em 2024 e 2025

20/03/2024

A Crédito y Caución prevê que a produção global de alimentos e bebidas aumente 2,8% em 2024, seguida de 3,1% em 2025. O investimento crescerá 2,3% e 3,9%, respetivamente. De acordo com seu último relatório, condições de crédito mais restritivas e inflação elevada pesaram sobre o rendimento real das famílias na maior parte do mundo em 2023.

Embora a procura de alimentos e bebidas tenha sido mais inelástica do que a de outros bens de consumo, a procura de produtos alimentares diminuiu...

Embora a procura de alimentos e bebidas tenha sido mais inelástica do que a de outros bens de consumo, a procura de produtos alimentares diminuiu. Foto: Crédito y Caución report.

A seguradora de crédito destaca o elevado nível de incerteza nas previsões sobre os preços dos produtos alimentares, fortemente dependentes da evolução das condições meteorológicas e das tensões geopolíticas. O principal cenário é de uma ligeira diminuição global dos preços. Contudo, uma escalada nas guerras na Ucrânia ou no Médio Oriente pode levar a um novo aumento na inflação nos alimentos. Outro risco importante diz respeito ao impacto do El Niño, que pode perturbar o abastecimento mundial de alimentos, pressionando a uma subida dos preços.

Na Europa Ocidental, a inflação das commodities agrícolas aumentou acentuadamente em 2022 e 2023 devido a interrupções na cadeia de abastecimento, à guerra na Ucrânia e ao aumento dos custos de logística e fertilizantes. Os preços da energia afetaram significativamente os custos dos processos de refrigeração, processamento e transporte do setor. No entanto, a riqueza relativa dos seus países, juntamente com a necessidade essencial de alimentos, ajudou a mitigar qualquer impacto grave nas vendas causado pela diminuição dos rendimentos das famílias.

O atual processo de desinflação dos alimentos na Europa continuará em 2024. No entanto, apesar do seu declínio recente, os preços dos alimentos ainda permanecem acima dos níveis pré-pandemia. Os fatores que atualmente exercem pressão sobre os custos no setor são o preço da energia, os transportes, a mão de obra e os custos financeiros. Neste contexto, a produção alimentar na Europa deverá crescer 1,4% em 2024 e 1,5% em 2025. As condições meteorológicas adversas, como as vagas de calor que assolaram o sul da Europa em 2023, constituem um risco significativo para a evolução da produção e dos preços.

A natureza essencial dos alimentos e a sua procura inelástica são um dos principais pontos fortes do setor, que tem alavancas de crescimento como o crescimento dos mercados emergentes, onde o aumento do rendimento disponível se traduz em crescimento de bens de maior valor acrescentado, alterações nos gostos dos consumidores, que procuram alimentos mais saudáveis, e a aplicação das novas tecnologias a soluções de big data que melhoram a sua eficiência ou a criação de novos produtos fruto da engenharia científica.

Os pontos fracos do setor incluem margens de lucro estruturalmente baixas e sob pressão, o impacto de pragas e condições meteorológicas adversas na volatilidade dos preços, as pressões dos consumidores para aumentar a rastreabilidade dos produtos e investimentos pendentes no consumo de energia, cadeias de abastecimento, embalagens e gestão de resíduos para satisfazer as exigências de sustentabilidade.

REVISTAS

Siga-nos

Media Partners

NEWSLETTERS

  • Newsletter iAlimentar

    17/07/2024

  • Newsletter iAlimentar

    10/07/2024

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

Responsable: Interempresas Media, S.L.U. Finalidades: Assinatura da(s) nossa(s) newsletter(s). Gerenciamento de contas de usuários. Envio de e-mails relacionados a ele ou relacionados a interesses semelhantes ou associados.Conservação: durante o relacionamento com você, ou enquanto for necessário para realizar os propósitos especificados. Atribuição: Os dados podem ser transferidos para outras empresas do grupo por motivos de gestão interna. Derechos: Acceso, rectificación, oposición, supresión, portabilidad, limitación del tratatamiento y decisiones automatizadas: entre em contato com nosso DPO. Si considera que el tratamiento no se ajusta a la normativa vigente, puede presentar reclamación ante la AEPD. Mais informação: Política de Proteção de Dados

www.ialimentar.pt

iAlimentar - Informação profissional para a indústria alimentar portuguesa

Estatuto Editorial