Denios
Informação profissional para a indústria alimentar portuguesa
Com esta medida espera-se uma redução anual de mais de 500 toneladas de emissões de CO2eq

DHL Express renova frota operacional com veículos totalmente elétricos e reforça compromisso com a sustentabilidade

15/11/2023
A DHL Express Portugal continua a trabalhar no sentido de atingir as suas metas de sustentabilidade. Neste sentido, a empresa acaba de adquirir 44 novos veículos elétricos, o que permitirá uma redução das emissões de dióxido de carbono equivalente superior a 500 toneladas por ano. A empresa irá converter totalmente 60% da sua frota de 'last mile' até 2030.
A DHL Express adiciona 44 viaturas elétricas à sua frota operacional...
A DHL Express adiciona 44 viaturas elétricas à sua frota operacional, dando mais um passo para alcançar o objetivo de ter pelo menos 60% da frota de last mile convertida até 2030.

As novas Ford eTransit Van, com uma capacidade de 12 m3 e 540 Kg de carga útil, e uma autonomia anunciada superior a 250 km, irão operar nos terminais DHL Express do Porto, Viseu, Covilhã, Leiria, Lisboa, Loulé, Funchal e Ponta Delgada.

“Na DHL a sustentabilidade representa o compromisso em criar abordagem duradoura que beneficiem a nossa atividade, o ambiente, a sociedade, os nossos colaboradores e os nossos clientes. Para atingir o objetivo de zero emissões líquidas até 2050, estamos comprometidos em fazer investimentos muito significativos, implementando as medidas necessárias para tornar as nossas operações limpas. A transição da nossa frota para veículos elétricos é um dos passos que estamos a dar para atingir as metas que queremos alcançar”, explica José António Reis, CEO da DHL Express Portugal.

A pensar nesta conversão da frota, a obra de expansão do terminal de carga aérea da DHL Express no Aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, prepara o edifício com postos de carregamento de viaturas elétricas, de forma a dar resposta às novas exigências. Todos os cerca de 100 cais de carga, disponíveis numa primeira fase, estarão preparados para a instalação de carregadores elétricos. Também os restantes centros operacionais foram adaptados a esta nova realidade.

O Grupo DHL está a investir 7 mil milhões de euros até 2030 em medidas de descarbonização das suas operações, nomeadamente para:

  • Frota operacional: continuar a impulsionar a eletrificação da frota, prevendo ter até 2030 cerca de 80 mil veículos elétricos, a nível global;
  • Frota aérea: aumentar o uso de combustível de aviação sustentável (SAF) para mais de 30% até 2030; continuar a investir na mais recente tecnologia de aeronaves com maior eficiência de combustível; receber a encomenda de 12 aviões Alice e Cargo totalmente elétricos;
  • Edifícios: construir todos os novos edifícios neutros em carbono.

REVISTAS

Siga-nos

Media Partners

NEWSLETTERS

  • Newsletter iAlimentar

    19/06/2024

  • Newsletter iAlimentar

    12/06/2024

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

Responsable: Interempresas Media, S.L.U. Finalidades: Assinatura da(s) nossa(s) newsletter(s). Gerenciamento de contas de usuários. Envio de e-mails relacionados a ele ou relacionados a interesses semelhantes ou associados.Conservação: durante o relacionamento com você, ou enquanto for necessário para realizar os propósitos especificados. Atribuição: Os dados podem ser transferidos para outras empresas do grupo por motivos de gestão interna. Derechos: Acceso, rectificación, oposición, supresión, portabilidad, limitación del tratatamiento y decisiones automatizadas: entre em contato com nosso DPO. Si considera que el tratamiento no se ajusta a la normativa vigente, puede presentar reclamación ante la AEPD. Mais informação: Política de Proteção de Dados

www.ialimentar.pt

iAlimentar - Informação profissional para a indústria alimentar portuguesa

Estatuto Editorial