Informação profissional para a indústria alimentar portuguesa

Prémio 'Ecotrophelia Portugal': vencedor conhecido a 5 de julho no Porto

30/06/2022

No Centro de Congressos da Alfândega do Porto, no próximo dia 5 de julho, terça-feira, decorre a competição nacional do concurso organizado pela PortugalFoods que tem como objetivo distinguir projetos alimentares ecoinovadores desenvolvidos por estudantes universitários.

foto

São oito os finalistas e o vencedor irá representar Portugal no Ecotrophelia Europe, na SIAL Paris, no próximo mês de outubro. O Prémio Ecotrophelia Portugal 2022 conta, mais uma vez, com o Alto Patrocínio da Presidência da República e desafia estudantes, professores, investigadores e profissionais da indústria a refletirem e criarem os produtos do futuro, mais inovadores e sustentáveis, e que vão ao encontro das tendências de consumo.

Na competição nacional, as equipas terão de apresentar os seus projetos ao painel de júri do Prémio Ecotrophelia Portugal, que inclui degustação dos produtos ecoinovadores a concurso. Realizar-se-á, depois, a cerimónia de entrega dos prémios, com o anúncio dos vencedores (primeiro, segundo e terceiro lugares) da 6.ª edição do Prémio Ecotrophelia Portugal.

Os projetos finalistas são:

  • Aquafabulous – bolacha com sabor a manteiga de amendoim e um suave suspiro de doçura, desenvolvida numa parceria entre estudantes da Faculdade de Ciências e da Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto, do Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Lisboa e do Instituto Português de Administração de Marketing;
  • Às Manadas – nugget de tremoço com farinha de inseto (larva Tenebrio molitor), pimento, cebola e especiarias, projeto de uma equipa de alunos da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto e da Escola de Engenharia da Universidade do Minho;
  • Handy Rice – snack desidratado à base de arroz e yacon, rico em fibra e um sabor suavemente doce, que resulta do trabalho em conjunto de estudantes da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, do Departamento de Comunicação e Arte e do Departamento de Química da Universidade de Aveiro;
  • KefiRice – bebida probiótica, deliciosa, resultante da fermentação de trinca de arroz carolino, projeto do Instituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa;
  • MealBalls – almôndegas de vegetais com a incorporação de farinha de inseto, desenvolvidas por uma equipa da Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica Portuguesa;
  • notEggo – substituinte vegetal ao ovo, com forma e consistência semelhantes a um ovo de galinha, projeto em parceria entre alunos da Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica Portuguesa e estudantes do Departamento de Química da Universidade de Aveiro;
  • Tastea – Iced tea biológico, saboroso e refrescante, com chá verde dos Açores e sabor a ananás e gengibre, iniciativa de uma equipa de alunos do Departamento de Química da Universidade de Aveiro;
  • TigerNutre – amigável sobremesa multicamada: saborosa, crocante e cremosa, com chufa e coco, desenvolvida por estudantes da Faculdade de Ciências e da Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto e do Instituto Superior de Engenharia do Porto.
O júri que terá a tarefa de avaliar os projetos e de determinar o pódio de vencedores é composto por especialistas em inovação alimentar e stakeholders ligados ao setor agroalimentar, nomeadamente: Paula Bico (Direção-Geral da Alimentação e Veterinária), Miguel Antunes (Agência Nacional de Inovação), Lorenzo Pastrana (INL - International Nanotechnology Laboratory), Helena Real (Associação Portuguesa de Nutrição), Ildefonso Martins (Aveleda), Cláudia Lopes (Bel), Fátima Carvalho (Primor), Vergílio Folhadela (RAR Holding), Ana Machado Silva (SONAE), Joana Queirós (Super Bock Group), Rui Costa Lima (Sensetest), Carlos Coelho (Ivity Brand Corp), Vasco Sousa (Aliados), Rui Sousa (MarketAccess), Cláudia Figueira (Diverge), Alexandra Prado Coelho (Público) e Renato Cunha (chef restaurante Ferrugem).

Promovido e organizado desde 2017 pela PortugalFoods, o Prémio Ecotrophelia Portugal decorre com o apoio de várias entidades do setor agroalimentar. Esta iniciativa pretende, além do reconhecimento do mérito, da inovação e do espírito de empreendedorismo dos estudantes universitários, promover a aproximação do Sistema Tecnológico e Científico ao setor Agroalimentar, fomentando o estreitamento de relações, e a criação de parcerias e de valor.

O Ecotrophelia Portugal insere-se na competição europeia que, anualmente, reúne as equipas vencedoras de mais de uma dezena de países para escolher o projeto vencedor.

Exposalão - Centro de Exposições, S.A. : expo AlimentaLFA

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

www.ialimentar.pt

iAlimentar - Informação profissional para a indústria alimentar portuguesa

Estatuto Editorial